Pastor defende que todo cristão deveria andar armado

John Correia (38) é o pastor da Igreja Bíblica de West Greenway, na cidade de Glendale, Arizona. Ele concilia a vocação com a carreira de instrutor de tiro. Membro da Associação Nacional de Rifles, o pastor tem quatro filhos e cada um já tem sua própria arma.

Ex-oficial da Marinha, John acredita que Jesus não se importa que ele carregue numa mão a Bíblia e na outra um rifle semiautomático AR-15.  Na realidade, ele já pregou sobre armas de fogo várias vezes.

pastor-armado

A família Correia é formada por ele, sua esposa Laura (38), e seus quatro filhos Phoenix (17) James (15), Sarah (12) e Abby (8).  John conta que apenas a mais velha, Phoenix não se interessa pelo assunto. James já é “aprendiz de instrutor” e a caçula acaba de ganhar sua primeira arma, um rifle cor-de-rosa calibre 22.

A pequena Abby conta que seus coleguinhas a criticam quando ela conta que já tem uma arma. Na verdade, seu pai leva os filhos para caçar com frequência, e aproveita para ensiná-los a atirar, mas também a seres cuidadosos e responsáveis com o manejo das armas. Os filhos estão proibidos de pegar nas armas quando os pais não estão por perto.

O pastor tem 20 armas em casa, incluindo pistolas e rifles de caça. Apesar de reconhecer que a mensagem da Bíblia ensina a “oferecer a outra face”, lembra que as Escrituras falam sobre o uso da força. Ele não vê contradição entre ser pastor e defender que todo cristão deve andar armado.

“Gostaria que todos se dessem bem, que todo mundo fosse bom, mas essa não é a realidade. Até que cheguemos a esse mundo perfeito, quando Jesus voltar, precisamos ser capazes de nos defender. Lucas 22:36 mostra Jesus dizendo: “se não têm espada, vendam a sua capa e comprem uma”, afirma. Dizendo ser uma pessoa pacífica, cita ainda Romanos 12:18: “Façam todo o possível para viver em paz com todos” para explicar que vê as armas apenas como um instrumento de defesa. Afinal, justifica “há algumas pessoas que não desejam estar em paz com você”.

O pastor admite que pessoas já saíram da igreja por que ele defende o uso de armas, mas por outro lado atraiu cristãos que pensam como ele. Acostumado às críticas, afirma que aprendeu a lidar com os que questionam o seu chamado por causa disso.

“O rifle nas mãos de um homem bom é algo bom, um rifle nas mãos de uma pessoa ruim é algo ruim. Então, o que Deus pensa de armas? É apenas uma ferramenta”, declarou ele ao Daily Mail.  Questionado o que o faria abandonar as armas, foi enfático. “Se Jesus me pedir para abrir mão das minhas armas, eu obedeceria, por que meu compromisso com Jesus vem em primeiro lugar”.

Gospel Prime

Extremista corta garganta de cristão e desafia: “Seu Jesus não veio para salvá-lo”

O site Christian Voices, que acompanha a perseguição a cristãos em todo mundo, está fazendo uma denúncia grave. A antiga cidade de Maalula, na Síria, foi invadida pelos militantes islâmicos da Frente Al-Nusra há poucos dias. Eles são um braço sírio da Al Qaeda e considerados “moderados” pelos Estados Unidos, que os apoia.

Contudo, um incidente na semana passada mostra que esses jihadistas em pouco diferem do Estado Islâmico, a quem dizem combater. Soldados da Al-Nusra cortaram a garganta de um homem cristão diante de sua esposa e de várias testemunhas. Além de mostrarem seu desprezo contra o cristianismo, zombaram da mulher, dizendo: “Seu Jesus não veio para salvá-lo de nós”.jihadistas

Os residentes de Maalula acordaram de madrugada com a chegada desses combatentes que anunciavam por autofalantes: “Somos da Frente Al-Nusra e vamos tornar miserável a vida dos cruzados”. Sabendo que esse termo é usado pelos extremistas para se referir a todos os cristãos, muitas famílias tentaram sair imediatamente da cidade.

Maalula já foi o lar de uma grande população cristã. Localizada cerca de 50 km da capital Damasco, muitos dos seus moradores ainda falam aramaico, a língua usada por Jesus. Segundo estudiosos, é a cidade cristã mais antiga do mundo, convertida no ano 35 pelo apóstolo Paulo. Ali por séculos se conservaram tradições do cristianismo, com várias igrejas católicas e ortodoxas, hoje quase todas destruídas.

Em 2013, foi palco de uma grande batalha entre tropas leais ao governo sírio e grupos jihadistas. Desde então, a maior parte da área ficou destruída. Devido a sua posição estratégica, já trocou de mãos várias vezes nos últimos anos, sento tomada e perdida pelo Exército Livre da Síria várias vezes.

Jesus tem aparecido de modo milagroso em todo o mundo, afirma pesquisador

O pastor e estudioso do Novo Testamento Jeremiah Johnston passou seis anos fazendo coleta de dados para escrever o livro UnAnswered [Sem Resposta]. O objetivo é analisar temas que parecem esquecidos por muitas igrejas hoje em dia. Ele afirma que Deus continua se manifestando claramente através de milagres.

jesus-the-bible

Um dos focos da obra é identificar os relatos de que Jesus está se manifestando de forma sobrenatural para muçulmanos em diversas partes do mundo. O autor admite que isso deixa “alguns crentes desconfortáveis”, mas é um assunto que não tem uma resposta fácil, daí o título.

Segundo Johnston, quando as pessoas duvidam desses relatos, sua resposta é: “Você já leu o capítulo 9 do Livro de Atos, recentemente? Para quem Jesus apareceu na estrada para Damasco? Saulo de Tarso. Não precisamos colocar Deus em uma caixa. Acredite, Deus pode agir sem precisar de nós”.

O escritor explica que essas aparições ocorrem de formas variadas, sem que isso anule a veracidade dos fatos, pois é uma decisão de Deus fazê-lo. “Embora muitos dos milagres atuais possam não ser exatamente iguais nem ter a mesma aparência que os que aconteceram quando Jesus andou como homem na terra, histórias milagrosas de triunfo e perseverança dos seguidores de Cristo estão acontecendo como nunca antes, especialmente dentro da Igreja perseguida”, assevera.

Aparições na China

O pastor explica que embora sejam mais conhecidos, os relatos não são apenas entre islâmicos. Ele ouviu histórias diferentes de líderes de igrejas perseguidas. Em viagem à China, encontrou-se com um líder local e ficou admirado. Esse homem é um líder de missões que possui mais de 5.000 missionários ligados a ele em uma rede de igrejas subterrâneas.

Lembra o que o missionário disse a ele e sua esposa: “Jeremiah e Audrey, tudo que lemos no Livro de Atos está acontecendo na China agora. O Espírito de Deus está trabalhando poderosamente. Tudo o que lemos no livro de Atos, Deus está fazendo hoje”.

A maioria das igrejas cristãs chinesas precisam funcionar na clandestinidade, tornando-se subterrâneas. Elas são alvo constante de agente de repressão do governo. Em várias regiões, o Partido Comunista Chinês tenta conter o crescimento da religião organizada.

Mesmo assim, o número de fiéis tem se multiplicado. Estima-se que somente na última década, aumentou em 700%.

Com informações de Christian Post / Gospel Prime

Obama quer obrigar igrejas a pagarem por abortos

Na terça-feira, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos confirmou que as igrejas na Califórnia terão de pagar por abortos eletivos. O órgão federal abriu uma investigação depois que igrejas evangélicas entraram com uma ação em outubro passado, tentando mudar essa lei. Elas alegam que a legislação americana garante seus “direitos de consciência”.

2016-04-22t164946z838110679gf10000392362rtrmadp3britain-eu-obama

Em 2014, o Departamento de Saúde reclassificou o aborto, passando a considerá-lo um “cuidado básico de saúde”, seguindo o plano nacional do governo Obama de exigir que todos os planos de seguro cubram abortos cirúrgicos.

As organizações religiosas também são obrigadas a oferecer seguro médico a seus funcionários. Portanto, ela e seu afiliados – como escolas, orfanatos, asilos e clínicas – na prática estão ajudando a custear procedimentos de interrupção de gravidez.

O deputado Chris Smith, um dos líderes da frente Pró-Vida da Califórnia, acusou o governo de impor “flagrante desrespeito ao Estado de Direito”. Para ele, “Esta decisão só confirma a falta de limites da ideologia radical pró-aborto de Obama, que força até mesmo comunidades de fé que têm convicções pró-vida a participardo programa federal”.

A ONG Aliança pela Defesa da Liberdade, lideradas por cristãos, afirmou que vai recorrer a um tribunal federal para revisar o veredito. O processo foi aberto em nome das Igrejas Foothill, Calvary Chapel de Chino e The Shepherd of the Hills.

Em 2012, a Arquidiocese de Nova York entrou com um processo parecido, alegando que as instituições religiosas não poderiam ser obrigadas a pagar por abortos, o que seria uma intolerável intromissão do governo sobre a liberdade religiosa. Acabou perdendo.
Banheiros transgêneros e trocas de sexo

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos tem exigido que todos os fornecedores de serviços que recebem financiamento federal ofereçam o custeio de “transição de gênero”, sob pena de interrupção da ajuda governamental. Além disso, podem ser encaminhadas ao Departamento de Justiça e processadas.

Durante uma cerimônia recente na Casa Branca, Obama defendeu a obrigação das escolas do país a disponibilizar banheiros e vestiários para “transexuais”. Agora existe um condicionamento federal para o cumprimento desta norma. Ou seja, se não criar esses tipos de banheiro, as instituições de educação perderiam repasses de verbas. Com informações de Breitbart

Filme sobre a Hillsong estreia em setembro

Após dois anos de rumores e anúncios de adiamentos, o filme “Hillsong – Let Hope Rise” será lançado. Previsto para ser lançado em abril de 2015, o documentário mostra a trajetória da banda Hillsong United, desde 1983, quando ainda eram um grupo de jovens da igreja na Austrália.

Seu ministério é hoje um dos mais influentes no cenário da música cristã. Conhecidos mundialmente, suas canções foram traduzidas para 60 idiomas e já venderam mais de 17 milhões de álbuns. Acredita-se que suas canções são cantadas todos os domingos por mais de 50 milhões de pessoas em todo o globo.

hillsong

A Pure Flix, distribuidora independente está anunciando o longa, dirigido por Michael John Warren. A empresa negociou os diretos após a Warner ter cancelado o projeto. Para o diretor de produção e um dos fundadores da Pure Flix, o atraso não comprometerá o filme, que para ele é “verdadeiramente uma experiência de adoração”.

A partir da igreja original, no subúrbio de Sydney, a Hillsong possui igrejas associadas em cidades nos cinco continentes, que reúnem mais de 100.000 participantes por semana. O trabalho musical da denominação é bem conhecido, mas existem iniciativas que não recebem a mesma atenção, como fornecer alimentação e educação a crianças nas favelas da Índia, a construção de casas na África e o resgate de vítimas de tráfico de seres humanos em todo o mundo.

O pastor presidente e fundador da Hillsong, Brian Houston, acredita que o filme poderá servir para “quebrar noções pré-concebidas sobre o que significa seguir Jesus no mundo moderno de hoje”.

Com lançamento oficial confirmado para setembro de 2016, o material filmado para o documentário mostra um pouco da vida e ministérios dos 11 membros da Hillsong United, incluindo os fundadores, Brian e Bobbie Houston. Não há informações de quando chegará ao Brasil. Com informações de Urban Christian News

Assista ao trailer:

Gospel Prime